Casa Máy > Aromaterapia > OEs e interação com o organismo – Live-manifestação

< voltar

OEs e interação com o organismo – Live-manifestação

Postado às 14:20 do dia 18/12/19

No sábado passado, fui avisada de que uma pessoa estava distribuindo cópias digitalizada não-autorizadas de um livro da Editora Laszlo num desses grupos de aromaterapia do Facebook.

Como eu não fazia parte do grupo, pedi para entrar e ver a postagem e, efetivamente, havia 315 pessoas que já tinham deixado seus emails à pessoa que estava distribuindo as cópias ilegais dos capítulos. Ninguém estava achando aquilo errado, nem anti-ético, nada. Pelo contrário, estavam aplaudindo a pessoa, normalizando o que é, do ponto de vista da lei, ilegal, ainda que seja uma prática relativamente tolerada em ambientes acadêmicos (faculdades e escolas de ensino básico).

Fiquei muito pau da cara e não apenas critiquei ostensivamente a atitude, como curti com uma carinha triste cada pessoa que havia deixado seu email solicitando as cópias ilegais. Depois disso, fui dar uma lida na Lei 9.610/1998, conhecida como Lei dos Direitos Autorais, pra entender se eu saberia exatamente o que é contra e o que é permitido.

Copiar e distribuir sem autorização do proprietário dos direitos autorais é ilegal. Há duas circunstâncias, entretanto, de exceção: conforme o Artigo 46, item d, você pode fazer um cópia não-autorizada ara uso pessoal de “um pequeno trecho”. Já o item IV deste artigo prevê o uso de “apanhado de lições” em “estabelecimentos de ensino”, e isso é um bocado aberto a interpretações: apanhado de lições poderiam ser pequenos trechos copiados/digitalizados? Como a prática de imprimir pequenos trechos em faculdades e escolas é largamente conhecida, talvez seja isso. Mas não sei de fato.

De toda forma, o que a pessoa da postagem estava fazendo era francamente ilegal (grupos de Facebook não são estabelecimentos de ensino), além de imoral. Então me questionaram se estudar seria imoral, ao que eu respondi que absolutamente não: estudar jamais será imoral, mas ali não estávamos discutindo o estudo, mas se uma pessoa que não é dona de uma propriedade privada – no caso, os direitos de reprodução de uma obra – poderia dispor desta propriedade para dá-la a outras pessoas. Mesmo o havendo exceções à cópia não-autorizada (uso pessoal e apanhado de lições em estabelecimentos de ensino) no Artigo 46 da Lei de Direitos Autorais, o que ocorria naquele grupo do Facebook não se encaixava nelas.

Já fui e continuo sendo prejudicada pela distribuição ilegal de apostilas de meus cursos e até mesmo da gravação em vídeos de meus cursos online. Há pessoas que acham que isso não prejudica um professor ou um autor, mas é apenas porque aquela pessoa tem sua fonte de renda vinda de outro tipo de trabalho. Prejudica e prejudica muito. Às vezes, o prejuízo financeiro pode ser pequeno, mas o moral sempre é grande: a gente se pergunta como que um aluno pode ter a coragem de distribuir de graça o material de alguém que lhe ensinou? Eu fico de cara, sempre, e isso vai contribuindo, gradativamente, para que a gente não queira mais escrever, publicar, gravar cursos e, no limite, ensinar. A relação de confiança se quebra e não conheço nada pior para ocorrer do que essa quebra de confiança dentro da relação professor-aluno.

Passados dois dias do episódio no Facebook , refleti que mostrar àquelas 315 pessoas que nenhuma desculpa pode ser dada para distribuir o que não é seu – nem mesmo a falta de dinheiro para estudar! (se falta de dinheiro for desculpa para tomar o que é dos outros, você já entendeu como fica fácil justificar outros tipos de ilícitos, né?) – , resolvi dar uma aula de graça na internet explicando justamente os assuntos que, aos olhos da pessoa que digitalizou o livro da Editora Laszlo, parecia digno de ser conhecido por todos: a interação entre os óleos essenciais e o organismo e toxidade para grávidas e crianças.

A intenção foi mostrar que há formas criativas pra aprender – e lembrar que as mesmas pessoas que são prejudicadas com cópias ilegais de seu material também são as mesmas que nunca se furtaram a dar palestras gratuitas como nas edições online do Conaroma, do Ciaroma ou em canais do You Tube. A generosidade é maior que a cara-de-pau de pessoas que acham que há desculpas suficientemente dignas e morais para o roubo da propriedade alheia.

Infelizmente, minha postagem avisando da live não foi autorizada pelo administrador do grupo em questão. As pessoas que foram coniventes com a distribuição ilegal dos capítulos daquele livro sequer ficaram sabendo desta oportunidade. E aqui fica uma lição importante: a oportunidade de aprender de graça não chegou justamente a quem se queixava de que não podia comprar o livro pra estudar. Triste e irônico, né?

Reveja a live e aprenda Óleos Essenciais e Interação com o Organismo e tópicos sobre Toxidade em Grávidas e Crianças.

Beijo de cheiro, Mayra.

Posts Relacionados

Comentários

Galeria de Fotos do Pinterest

Assinar Newsletter