Casa Máy > Diário em Off - Posts > crônicas > Geração You Tube e o brownie de chocolate

< voltar

Geração You Tube e o brownie de chocolate

Postado às 15:22 do dia 31/07/17

Eu, com meu caçula, no café da Livraria da Vila sexta passada. Duas taças de Lady Grey, ele num brownie, eu numa maçã (divina) assada no forno. Livros em volta, um já escolhido na minha mesa, a história da humanidade através de 1000 objetos do British Museum, 69,90, papel couchê nas ilustrações, da Intrínseca, uma pechincha.

brownie-de-chocolate

Foto: vix.com

As cadeiras estavam todas em volta de um rapazinho talvez dos seus 30 anos, baixo, magro, com óculos redondo, inteiro tatuado e que segurava uma bengala. Uma menina ruiva, da mesma estatura, muito eloquente, sentada ao lado dele, precisava falar mais alto pra por seu ponto numa roda masculina em que ambos eram os mais novos, e na qual também formavam um casal. De certa forma, aquilo me constrangeu: quando trabalhei numa startup, apesar de haver muitas mulheres, estive algumas vezes sentada apenas entre homens. Não é cômodo, ainda mais quando se tem 1,60 cm.

Então o rapazinho tatuado assinou um livro – e saí do meu devaneio, pois quis saber que livro era. Minha miopia, no entanto, não deixou as letras do título se ajustarem na retina. O rapazinho era um autor e estava ali pra lançar seu próprio livro. Quem, qual livro, quando? É o que eu queria saber.

Meu caçula – que é dado a elogiar espontaneamente uma comida quando gosta (tem sol em touro), – fazia exatamente isso ao garçom que, talvez bem treinado, bem remunerado, ou simpático mesmo, o ouvia com interesse. Foi quando o rapazinho se levantou (iam levá-lo ao hotel), e garçons e clientes acudiram pra tirar uma foto com ele.

Mas nesta altura havia restado dois atendentes conversando com meu filho sobre as qualidades do brownie e as vantagens de servi-lo num prato bem grande onde o sorvete poderia derreter folgadamente. Achei a deixa: quem é o escritor que acabou de sair?
Não era. Era um youtuber. Fala de política e outras coisas, pelo que me explicaram.

Foi quando aquele pequeno taurino de 11 anos virou-se pra trás, pois tinha evidentemente perdido a chance grande na vida de conhecer pessoalmente um youtuber.

- Nooossa, ele tava aí?!

- Filho, e você assiste ele?

Não assistia, mas conhecia de nome, pois ele tem milhões de seguidores. Exceto por aquele infante sentado a minha frente, que seguia os rastros que a calda de chocolate deixava pela louça quando misturada à da bola de creme. Um brownie é um influenciador nada digital.

Escrito por Mayra Corrêa e Castro (R) 2017
Acompanhe também no Facebook.

Posts Relacionados

Comentários

Galeria de Fotos do Pinterest

Assinar Newsletter