Casa Máy > Diário em Off - Posts > curitiba > Nem só de meditação vive um instrutor de yoga

< voltar

Nem só de meditação vive um instrutor de yoga

Postado às 09:35 do dia 03/01/08

Blog-desabafo. Blog-válvula-de-escape. Blog-deixa-eu-sumir. Blog-em-off, que a vida de instrutor de yoga não é só feita de meditação, zen e paz, não!

Voltei de minhas férias (merecidas, ufa!) e coloquei em prática a ideiazinha deste blog. Bloguezinho que nasceu num momento stress-total:

Estava eu, lá no dia 20 de dezembro, num momento pré-Natal e pré-férias, ajustando os finalmentes para colocar outro blog no ar – desta vez um oficial, do meu estúdio de yoga em Curitiba.

Eu digitava posts de última hora, em pé no micro, porque sentada não dava: além de digitar, vigiava as panelas do almoço de minha família, arrumava as malas da viagem que empreenderíamos dali 5 horas, atendia ao telefone um fornecedor atrasado e acudia meu filho que tinha batido a cabeça na mesa.

Juro, era tudo isso mesmo e ao mesmo tempo. Nada zen. E não que tenha sido falta de planejamento; é que as coisas embolaram na última hora neste carrilhão que foi o ano de 2007.

Justo neste momento nada zen, quando eu estava prestes a perder de vez meu rebolado, dois pensamentos vieram à minha mente:

Primeiro, aquele “mardito” dito popular que “em casa de ferreiro, espeto é de pau”; e, segundo, mais erudito, que em Kali Yuga nada é fácil, nem se dedicar ao yoga, e que seria bem mais tranqüilo se me enfiasse numa caverna para meditar.

(OBS: Kali Yuga é como a tradição hindu define os tempos atuais, uma era de ambição, inverdades, violência e inconsciência.)

Estes dois pensamentos juntaram-se num alento: resolvi que, voltando das férias, montaria um blog só pra rir das minhas patinadas nesta senda do yoga. Pra dar conta da vida, só rindo dela. Daí surgiu este blog, meu lado B, em off, totalmente por trás das câmeras.

É um curtição escrever. Escrever foi a primeira vocação-paixão da minha vida. Agora, com o site do Navrattna Yoga, com o blog do meu estúdio, e com este Diário em Off, junto aquela à segunda, que é minha família, e mais à terceira, que é o yoga.

Espero rir. Só consigo exercitar meu bom-humor escrevendo, já que sou dada a calundus.

Espero que ria junto e curta comigo. Rir deixa a alma leve. Escrever alivia meu mental. E com o mental leve, consigo praticar, sentar e respirar melhor.

Yoga é Chitta Vritti Nirodha, disse Patanjali nesta língua linda do sânscrito: yoga é quando você pára as ondas mentais e tudo flui.

Abraços. Mayra.

Posts Relacionados

Comentários

Galeria de Fotos do Pinterest

Assinar Newsletter