Casa Máy > As Melhores Partes - Posts > autoras > Rilke Shake – Angélica Freitas

< voltar

Rilke Shake – Angélica Freitas

Postado às 12:02 do dia 21/02/14

A poesia de Angélica Freitas (1973) têm uma virtude incomum: são finamente bem-humoradas. Se em Um Útero é do Tamanho de um Punho (2012) o tema sobrepesa no humor, em Rilke Shake ele aparece mais. Felizmente. Só com humor e ironia pra encarar a irracionalidade da vida. Apenas um senão perturba a completa fruição dos poemas deste seu lviro de estreia, algumas referências a autores, compositores e lugares estrangeiros. Culpa nossa: deveríamos pesquisar coisa que preste no Google.

Abaixo cito um poeminha encantador, divertido e sério na medida.

 

“As BRUXAS de bruxelas

batem panelas

pra espantar as baratas tontas

que vivem nas pontas

dos sapatos delas”

– Certamente daria pra falar desse poeminha por três horas seguidas, cruzando norma culta com inquisição, prosaismo com preconceito sem deixar de lado questões famigeradas de gênero. Amei.

 

revisto por Mayra Corrêa e Castro ® 2014

 

FREITAS, Angélica. Rilke shake. São Paulo: Cosac Naify; Riode Janeiro: 7Letras, 2007.

 

Comentários

Galeria de Fotos do Pinterest

Assinar Newsletter