Casa Máy > Aromaterapia > Estudar aromaterapia: qual curso fazer primeiro? – Pergunta 2A

< voltar

Estudar aromaterapia: qual curso fazer primeiro? – Pergunta 2A

Postado às 10:36 do dia 05/01/18

Ontem falei com você sobre como decidir entre cursos online e presenciais de aromaterapia. Hoje quero te ajudar numa outra dúvida bastante comum que respondo aos que buscam informações na Casa Máy: por onde começar? qual curso fazer primeiro? Dado que oferecemos inúmeros cursos, nas mais diferentes áreas de aromaterapia, a dúvida é legítima. Pode parecer difícil escolher o caminho a seguir. Mas te ajudo nesta. Vamos lá.

Agenda2018

2) Qual curso fazer primeiro? Aromaterapia Clínica.

Olhe, a resposta aqui é longa. Se tiver preguiça, fique com o caminho mais simples: de nossa Agenda 2018, faça ou o Introdução à Aromatologia IBRA (online) ou o Fundamentos da Aromatologia IBRA (presencial em Curitiba). Agora, se não tiver preguiça de ler, siga em frente que explico por que um destes dois cursos deverá ser sua primeira opção quando não tiver ideia do que quer ser quando crescer.

O que você quer ser quando crescer? Isso mesmo, começamos por aqui. Toda santíssima vez que alguém me manda um whats perguntando qual curso deve fazer, eu de pronto já devolvo outra pergunta: QUAL SEU OBJETIVO COM AROMATERAPIA?.

Defina seu objetivo e poderei te aconselhar com mais exatidão. O problema é que nem todos sabem quais são seus objetivos. Muitas vezes, têm apenas uma vaga ideia do potencial da aromaterapia, das áreas de trabalho de um aromaterapeuta, de onde a aromaterapia pode ser aplicada. Anos atrás dei uma palestra na Semana Acadêmica do Curso de Naturoterapia nas Faculdades Espírita daqui de Curitiba com o título “Estudar e Trabalhar com Aromaterapia”. Isso foi em 2013 e até hoje é uma das palestras gratuitas mais solicitadas no site da Casa Máy. Você pode, depois de ler esta postagem, ouvir a palestra pra ter um panorama mais completo da coisa toda. Mas, em linhas gerais, você precisa saber em qual das três áreas mais importantes da aromaterapia profissional você se focará (se seu foco não for se profissionalizar, vá lá pro final desta postagem que respondo a pergunta):

A) Aromaterapia clínica

B) Artesanato do aroma

C) Venda de produtos de aromaterapia

Por Aromaterapia Clínica se entende o atendimento com aromaterapia em consultório, lembrando que aromaterapia é a terapia através dos óleos essenciais, uma área da saúde complementar. O recurso da aromaterapia é contemplado, hoje no Brasil, apenas dentro da Naturopatia sendo esta, por sua vez, reconhecida no âmbito das PNPICS (Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares de Saúde). (Sobre a necessidade ou não de uma certificação em aromaterapia pra se atuar como aromaterapeuta, leia esta minha postagem.) No futuro, a Abraroma, da qual faço parte, pleiteará que aromaterapia seja reconhecida como terapêutica independente e completa de per se. Mas isso são outros quinhentos.

Por ora, entenda que, se você quiser atuar como aromaterapeuta clínico, você fará um atendimento de aromaterapia em consultório. Este atendimento pode ser feito usando-se a aromaterapia sozinha e suas formas de aplicação (interfaces tópica, olfativa, oral), ou você poderá usar a aromaterapia como um instrumento dentro de algo que você já aplique em consultório, por exemplo: você é um massoterapeuta e dará uma massagem usando óleos essenciais; você é um reikiano e aplicará reiki usando óleos essenciais; você é um psicoterapeuta e aplicará um relaxamento com óleos essenciais se achar conveniente.

Não importa se a aromaterapia será o carro-chefe de sua atuação profissional, ou se ela será mais um entre os vários instrumentos que você usa enquanto terapeuta/profissional de saúde, você deverá começar com um bom curso de aromaterapia. E este bom curso, na Casa Máy, ou será o primeiro módulo da Formação em Aromatologia do IBRA, ou será um curso completo de psicoaromaterapia, entre os vários que oferecemos.

Mas agora eu já te fiz ter de decidir novamente entre duas opções: primeiro módulo do IBRA ou um curso completo de psicoaromaterapia? Mas nada de dramas, decidir entre um ou outro é a coisa mais fácil do mundo. Veja só:

> Aromaterapia Clínica pra questões de bem-estar emocional (Psicoaromaterapia)

Se você quiser atender apenas questões emocionais, pro bem-estar psicológico, basta um curso completo de psicoaromaterapia. São estes os que ofereceremos em 2018 na Casa Máy: Sistema dos 13 Aromas, Teorias da Psicoaromaterapia, Psicoaroma e as Dinâmicas Emocionais, ou Sistema SUAVi de Aromaterapia Vibracional. Destes, apenas o Teorias da Psicoaromaterapia será oferecido online. Portanto, se você não tem como vir a Curitiba estudar, sua escolha já está feita: o online. Mas, se tiver condições de vir a Curitiba, deixa eu explicar em linhas gerais cada uma das demais opções:

Sistema dos 13 Aromas:

Este curso é dado pela professora Lenira Sant´Ana, do IBRA. É a segunda vez que ela vem a Curitiba ministrá-lo. O curso oferece um autêntico método de diagnóstico psicoaromaterapêutico, algo raro em nossa área, e já oferece a terapêutica, que é justamente um perfume pessoal elaborado pelo Sistema dos 13 Aromas. É curso de 1 final de semana e sua vantagem é que ele pode ser feito por leigos e, como oferece um método, você já poderá fazer atendimentos dentro do Sistema no dia seguinte (mas é recomendado primeiro treinar com familiares e amigos). Mas tenha em mente que você não terá formação/informação suficiente pra atender fora do que o Sistema dos 13 Aromas propõe. Então, a vantagem de já poder sair usando o Sistema é também um empecilho, porque em consultório você não escolhe exatamente que tipo de situação vem pra você. Mas deixando claro que você trabalhará apenas com questões de bem-estar psicoemocional através da elaboração de um perfume terapêutico pessoal, não deve aparecer gente querendo se tratar de uma micose na unha (coisa leve) ou de uma cistite (mais complicado).

Psicoaromaterapia e as Dinâmicas Mentais e Emocionais do Corpo:

Este curso é dado pela professora Andrea Darco, também do IBRA, em 3 encontros mensais.. É um curso pro qual você terá de dedicar mais tempo e dinheiro, portanto. Cursos longos assim costumam ser bastante autorais, frutos da prática clínica da professor enquanto aromaterapeuta. É o caso deste. Andrea traz uma proposta vivencial profunda, em que você aprenderá usar os óleos essenciais primeiramente consigo.  Ela ancora o uso da aromaterapia na Linguagem do Corpo, na PNL e na Metafísica Corporal. Se você for leigo e gostar da pegada vivencial de um curso, tenho certeza de que se identificará com a proposta. A palavra-chave aqui é a sua própria transformação/revelação dentro do curso. Vivenciando primeiro o processo com você, depois poderá aplicá-lo em outros.

Sistema SUAVi de Aromaterapia Vibracional

O Sistema SUAVi foi desenvolvida por Sandrah Spiri, fundadora da Abraroma e da Vida Bothanica. A forma mais simples de você entender o que ele é seria compará-lo com um sistema floral. Mas os óleos essenciais vibracionais não são florais, não são feitos da mesma forma; por isso, a comparação é apenas didática mesmo. O Sistema SUAVi se vale de substâncias feitas a partir de óleos essenciais mas que não contêm princípios-ativos e, por isso, são isentas de toxidade. Elas atuarão no nível sutil através da memória química e enérgica daquele óleo essencial. O que trarei a Curitiba é a formação completa no Sistema SUAVi. Serão 5 encontros mensais. Se você pretende atuar apenas com a parte do bem-estar psicológico e/ou se pretende atuar com uma aromaterapia sutil pra todos os casos de saúde complementar, este é o curso. Também pode ser feito por leigos.

Teorias da Psicoaromaterapia

Este curso é meu e é o único online desta lista (ele será dado, na verdade, simultaneamente pela internet e em Curitiba). Então, como disse, se você já se decidiu por um curso online, esta é sua opção. (Se não souber ainda se quer online ou presencial, leia a postagem da Pergunta 1). O curso percorrerá as teorias de psicoaromaterapia de vários autores e proporá uma forma de usar os óleos essenciais combinando-as. Antigamente, eu ministrava um curso que se chamava Panorama da Psicoaromaterapia. Mas o curso ficou pequeno pra quantidade de informações que eu tinha de passar, então senti necessidade de ampliá-lo. Esta ampliação é que resultou no Teorias. Faça este curso se você gosta primeiro de ter uma visão bem abrangente de um assunto, receber várias informações de uma única vez, pra depois escolher aquela com a qual mais se afina. Não vou propor um método único, mas apresentarei vários. O curso exigirá um pouco de seu próprio esforço em descobrir seu perfil enquanto psicoaromaterapeuta, mas também poderá ser feito por leigos.

***

> Aromaterapia Clínica completa

Agora que já te dei as opções de por onde começar se seu objetivo for trabalhar como aromaterapeuta clínico focando apenas nas questões de bem-estar emocional (atuar como psicoaromaterapeuta), vem a parte fácil, que é dizer por onde começar se você quiser ser um aromaterapeuta clínico completo, isto é, que terá treinamento tanto pra lidar com as questões emocionais, quanto com as questões orgânicas: você deverá começar ou pelo Introdução à Aromatologia IBRA (online) ou pelo seu equivalente presencial, que se chama Fundamentos da Aromatologia IBRA. A diferença entre um e outro é apenas na carga horária: o Introdução tem 20 horas, o Fundamentos tem 32 horas. Estas 12 horas a mais nos permitem vivenciar a aromaterapia em sala de aula, aplicando em nós mesmos as técnicas. Mas o arcabouço teórico é o mesmo. O Introdução é dado por mim apenas pela internet, ao vivo, e eu exijo 85% de presença em sala de aula. Já o Fundamentos eu dou em Curitiba, presencialmente portanto.

Em ambos os cursos, que abrem a Formação em Aromatologia do IBRA, escrita por Fabian Laszlo, você aprenderá tudo que um aromaterapeuta profissional deve aprender pra INICIAR sua formação (iniciar, apenas iniciar; afinal, estou respondendo à pergunta “por onde começar” estudar e não “por onde completar” os estudos, né?): desde os aspectos mais técnicos de como os óleos essenciais são obtidos, passando por conceitos de química e farmacologia, que são um dos diferenciais do IBRA, até indicações, contra-indicações e formas de uso pra mais de 60 óleos essenciais. É neste primeiro módulo da formação que ensinamos o uso oral inclusive. Você não sairá um aromaterapeuta formado depois dele, mesmo porque um aromaterapeuta está em constante formação. Mas você poderá indicar o usos dos óleos essenciais em casos bem simples, como uma micose de unha, uma dor de cabeça, um pequeno resfriado, uma pancada que deixou um roxo, uma pele ardendo depois do sol, uma afta, coisas simples, processos bem agudos. E também terá informações suficientes pra usar os óleos essenciais na parte do bem-estar emocional (mas o foco das aulas é na parte orgânica).

Pra situações mais complexas como infecções diversas, inflamações crônicas, pedras nos rins, colesterol, suporte complementar ao tratamento convencional de doenças como câncer, diabetes, Alzheimer, Parkinson, embora o curso te dê informações pra entender o potencial da aromaterapia nestes casos, você sentirá necessidade de cursar os módulos Aromatologia na Saúde 1 e Aromatologia na Saúde 2, ou fazer cursos de aprofundamento como o de Química Aplicada à Aromaterapia. Seja como for, é imprescindível cursar seja o Introdução, seja o Fundamentos, ou já logo de cara, como o primeiro curso que fará de aromaterapia pra se profissionalizar, ou em algum momento depois que fizer um curso completo na área de psicoaroma, porque todo aromaterapeuta clínico precisa ter um módulo introdutório de aromaterapia. Você não precisa começar por ele caso queira focar mais nas questões psicológicas (psicoaromaterapia), mas certamente terá que passar por ele em algum momento de sua carreira.

Por isso, se você tiver que escolher apenas um único curso pra começar seus estudos profissionalizantes em aromaterapia, escolha ou o Introdução IBRA (online), ou o Fundamentos IBRA (Curitiba). Do contrário, considere as alternativas que lhe dei acima.

Num próximo post falarei dos cursos que você pode fazer por primeiro se quiser atuar como artesão do aroma ou como vendedor de óleos essenciais.

***

> Aromaterapia só pra usar consigo mesmo

Mas, antes de fechar esta postagem, comentei que talvez seu objetivo não seja se profissionalizar como aromaterapeuta. Neste caso, tá fácil te aconselhar: pra aprender usar os óleos essenciais consigo, filhos e/ou companheiros de um jeito seguro, curse as 4 aulas do Treinamento Básico. Estas 4 aulas são realmente o mínimo do mínimo. Você poderia aprender usar os óleos consultando sites de fabricantes de óleos essenciais. Ou  blogueiros do You Tube. Você pode fazer isso. Mas daí você teria que compilar estas informações, confrontá-las, separar o joio do trigo. É bastante trabalho e já fizemos tudo isso. Aliás, tô sempre fazendo isso, pesquisando: é minha profissão, é o que fazem professores, é o que fazem donos de escolas de aromaterapia. Então, se você quer encurtar o caminho deste aprendizado, considere fazer o Treinamento Básico. São 8 horas por R$ 304,00 (ou R$ 80,00 cada aula caso queira fazê-las avulso; leia sobre os valores aqui) com a vantagem de que você poderá tirar dúvidas com um professor qualificado.

Acho que é isso então. Ajudaram as explicações?

 

Beijo de cheiro, Mayra.

Posts Relacionados

Comentários

Galeria de Fotos do Pinterest

Assinar Newsletter